PIS-PASEP: Abono salarial poderá ser pago ao trabalhador público?

Feito a Mão com Amor

PIS-PASEP: Abono salarial poderá ser pago ao trabalhador público?

Um dinheirinho a mais nesse momento é ótimo para acertar aquela conta, ou até mesmo para se dar um presente. Você sabe quem tem direito ao PIS 2022 vem para isso? Saiba quem tem direito ao PIS 2022 e quais são as regras para recebê-los.

O que é o PIS?

O PIS (Programa de Integração Social) é um programa que tem como objetivo fazer uma melhor distribuição de renda para os trabalhadores.

O PIS é um valor pago anualmente para as pessoas que possuem carteira assinada no sistema CLT e que tenham o cadastro do cidadão (famoso cartão cidadão) feito por empresas para os empregados.

Ao entrar em um serviço como CLT, o empregado é obrigado a cadastrar o PIS e pagar uma taxa ao uma porcentagem ao fundo do programa de integração social que será repassado ao funcionário todos os anos.

Qual o valor?

O valor do PIS 2022 pode varias conforme o quanto você trabalhou durante o ano.

Se o trabalhador trabalhou os 12 meses o valor máximo será 1 salário mínimo, porém se ele trabalhou 1 mês o PIS 2022 será de apenas 1/12 salários mínimos.

Pagamento por meses trabalhados Salário R$ 1.045,00

1 R$ 88,00
2 R$ 175,00
3 R$ 262,00
4 R$ 349,00
5 R$ 436,00
6 R$ 523,00
7 R$ 610,00
8 R$ 697,00
9 R$ 784,00
10 R$ 871,00
11 R$ 958,00
12 R$ 1.045,00

Canais de atendimento do PIS 2022

Em caso dúvidas, é possível consultar o quem tem direito ao PIS 2022 através de alguns canais de atendimento:

  • Na própria empresa em que trabalha;
  • Em aplicativos da Caixa Econômica Federal (Clique Aqui);
  • No telefone 0800 CAIXA;
  • No site da Caixa (Clique Aqui);
  • Indo ou ligando direto no Ministério do Trabalho (telefone 158);
  • Indo diretamente no SRT – Superintendência Regional do Trabalho.

Desse modo, nem sequer precisando sair de sua casa, basta consultar PIS 2022 através do seu computador e ter todas as informações que desejar pela internet.

Qual é o calendário de pagamento do PIS 2022

O calendário PIS é produzido de dois em dois anos, contudo, o calendário para quem tem direito ao PIS 2022 ainda não saiu. Assim que o governo liberar o calendário atualizaremos o site.

Entretanto, a liberação do dinheiro geralmente ocorre sempre nos mesmos meses, Mas podem haver alguns imprevistos em que o governo decide adiantar ou atrasar o pagamento.

Como é muito difícil pagar todos os brasileiros com carteira assinada de uma vez, o governo faz várias liberações do dinheiro do PIS conforme o mês de aniversário do trabalhador.

Pessoas nascidas nos meses de ​Podem receber a partir de

​Julho ​16/07/2020
​Agosto ​18/08/2020
​Setembro ​15/09/2020
​Outubro ​14/10/2020
​Novembro ​17/11/2020
​Dezembro ​15/12/2020
​Janeiro ​​
​​19/0​1/2022
​Fevereiro
​Março  

​​11/02/2022

​Abril
​Maio  

17/03/2022​​

​​Junho

Não recebi o PIS 2022 no prazo

O trabalhador que perder o prazo do saque para quem tem direito ao PIS 2022 pode ficar sem o seu dinheiro!

O que acontece é que o FAT – Fundo de Amparo ao Trabalhador entende que os trabalhadores que passaram do prazo máximo e não foram receber o seu PIS 2022 abriram mão do dinheiro, portanto, esse dinheiro volta ao fundo e é repassado para outros trabalhadores através do abono do Seguro-Desemprego.

Mesmo que você recorra à justiça, é bem pouco provável que você consiga reaver o dinheiro. Por isso é tão importante ficar de olho no prazo do saque. Não deixe para a última hora!

Regras para receber o PIS 2022

Para receber o Abono para quem tem direito ao PIS 2022 os trabalhadores devem preencher TODOS os pré-requisitos:

  • Ter o cadastro do PIS há pelo menos cinco anos;
  • Receber (pelo menos) 1 salário mínimos do empregador que tiver CNPJ regularizado;
  • Ter trabalhado pelo menos 30 dias diretos ou não (no ano);
  • Ter seus dados informados em dia pelo empregador.

Caso você ainda tiver alguma dúvida saiba agora as regas das pessoas que NÃO podem receber o PIS 2022:

  • Trabalhadores urbanos que são PJ (prestadores de serviço);
  • Trabalhadores rurais que são PJ;
  • Diretores ou cargos altos que não são registrados como CLTs, mesmo que a empresa contratante recolha o FGTS;
  • Empregadas domésticas não registradas pelo CLT (diaristas);
  • Menores aprendizes.

Em último caso, temos que infelizmente esclarecer o que acontece com o PIS de pessoa que morreram, mas trabalharam e deixaram herdeiros. Para essas pessoas, o PIS exige alguns documentos:

  • O número do PIS do falecido;
  • RG ou CNH do falecido e dos dependentes;
  • Certidão ou declaração de dependentes expedida pelo INSS;
  • Atestado de falecimento (certidão de óbito);
  • Alvará judicial designando o sucessor legal;
  • RG do sucessor (na falta da certidão de dependentes habilitados);
  • Inventário (Judicial ou Extrajudicial).

Deixe uma resposta